PARI PASSU

O acompanhamento, a par e passo, da vida nas Ilhas dos Açores, desde a economia e política até à cultura e religião.

22.7.05

REVOLTANTE

A Casa do Gaiato passa por sérias dificuldades financeira para acolher 21 jovens, provenientes de famílias desestruturadas, devido essencialmente ao alcoolismo que corrói esta sociedade insular.
Revoltante asisistir a esta situação ingrata e injusta. Enquanto o povo se diverte com a música e o foguetório que os políticos, governantes e autarcas nos dão, há jovens acolhidos que não têm o devido apoio para poderem ter um projecto de vida, para singrarem na sociedade. Não há recursos financeiros para a Casa do Gaiato. Mas há milhões e milhões para centenas de artistas de fora, numa verdadeira e descarada política de pão e circo. Há milhões para equipas de futebol, milhões para projectos megalómanos e não há uns milhares de euros para acudir a uma Casa de caridade que tão relevantes serviços tem prestado a esta comunidade e a esta ilha. Não consigo rever-me nesta sociedade, nesta política, neste desvario. Estou fora deste barco!

2 Comments:

At 2:58 da manhã, Blogger Nuno Barata said...

Nem mais, caro Luís. Nem mais.

 
At 11:34 da manhã, Blogger Favinhas said...

Mas experimentem a pedir um subsidio para dar a volta ao mundo de barco, ou para pagar ordenados exorbitantes numa equipa de futebol rasca ou ainda para abrir uma empresa fantasma.
Para isto não falta.

 

Enviar um comentário

<< Home