PARI PASSU

O acompanhamento, a par e passo, da vida nas Ilhas dos Açores, desde a economia e política até à cultura e religião.

22.6.05

Arraiais nas Ilhas

É impressionante a quantidade de arraiais de música, dança, comes e bebes que estão programados para a época estival, em todas as ilhas dos Açores. E quase sempre com artistas e bandas de fora, que levam todo este dinheiro para o exterior. Calcula-se que no final do verão esta região tenha gasto qualquer coisa como 10 milhões de euros nestes eventos, se incluirmos o Musica Atlântico dos eruditos e a programação das casas de espectáculo do Coliseu e do Teatro Micaelense. Recursos financeiros deitados totalmente à água. Sem qualquer efeito reprodutivo. Numa Região que é das mais pobres de Portugal e da União Europeia. Como é que se pára este desvario? Inaceitável, injusto e irresponsável!

4 Comments:

At 1:58 da tarde, Blogger Nuno Barata said...

Simplesmente e infelizmente não se para...

 
At 5:48 da tarde, Blogger Eva said...

Concordo plenamente.
Lá vai a altura em que os arraiais eram feitos com a prata da casa, e digo-te bons tempos aqueles. Ainda me lembro das festas da minha terra, ansiavamos pela quarta feira, porque era o dia em que vinha um conjunto cá da terra actuar, hoje em dia as festas passam-me despercebidas.

 
At 1:24 da manhã, Blogger Alexandre Pascoal said...

...o Luis não sabe do que fala e sabe anda a confundir as águas...é falso o que diz...e se o "erudito" lhe faz confusão...ainda bem!

 
At 9:15 da manhã, Blogger Luis Anselmo said...

Alexandre, o que pretendia dizer era música denominada de erudita.Com um úblico muito próprio.Não é das minha preferência mas respeito os seus apreciadores. Agora a minha questão é financeira. Pode esta Região, pobre e com muita carências socias, dar-se ao luxo destes festivais?

 

Enviar um comentário

<< Home