PARI PASSU

O acompanhamento, a par e passo, da vida nas Ilhas dos Açores, desde a economia e política até à cultura e religião.

6.7.06

Festas do Nordeste

Até o Nordeste adere à onda festivaleira e irresponsável que assola estas ilhas, ainda das regiões mais pobres de Portugal e da União Europeia.
E assim vão mandar vir do Reino Unido a banda Tributo aos Rolling Stones para animar a festa.
Também o programa Portugal a Cantar da RTP Internacional, com o artista Jorge Ferreira vai ao Nordesto. E ainda a banda Blasted Mechanism vai estar nas festas.
São rios de dinheiro que estão a ser gastos em pão e circo, num verdadeiro devaneio, que é inadmissível e verdadeiramente injusto. Para regalo de alguns empresários de espectáculos, dos políticos, e dos artistas, que aqui vêm buscar importantes receitas. E os contribuintes, quais parvos, vão pagando tudo isto. Até quando?

3 Comments:

At 10:21 da tarde, Blogger Miguel Decq Motta said...

Caro Luís Anselmo,
Já reparei que festas populares não são consigo, mas se não existissem?
Que diria o povo e os turistas que nos visitam?
Uma ilha bonita…
As festas populares também são um cartaz para mostrar a cultura da nossa terra seja ela boa ou má.
Um abraço

 
At 6:51 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Acompanho com regularidade as suas opiniões. Até tenho muita consideração por si, como pessoa e economista. Mas, decididamente, nasceu na terra errada. Só lhe resta uma alternativa - emigrar para o Alasca, onde não existe festa, pão e circo!

 
At 5:45 da tarde, Blogger Luis Anselmo said...

Sou totalmente a favor das festas populares com artistas locais e genuínos e na devida medida. Agora esbanjar milhões e milhões em artistas de fora que tudo levam, não concordo.Ainda não atingimos um nível de desenvolvimento sócio-económico que justifique esta onda festivaleira e muito exagerada.Temos ainda muitas carências sociais por resolver.
Não acredito que venham turistas aos Açores para verem a Mónica Sintra, o Paulo Gonzo, os Boss AC e a Rute Marlene. Querem ver e ouvir o nosso floclore e os nossos cantares. E há ainda muitas bandas locais à espera de uma oportunidade que não surge.

 

Enviar um comentário

<< Home